Polícia Comentários

Jovem procurado por matar namorada asfixiada em Cuiabá responde a 3 ações por violência doméstica

Janeiro 31 / 2018

Vanessa Tito Poquiviqui Ramos, 21 anos, estava morando com o suspeito na casa dos pais dele havia um mês. Maycon Júnior da Silva Santas, de 30 anos, fugiu após o crime.


A jovem Vanessa Tito Poquiviqui Ramos, 21 anos, que foi assassinada por asfixia, em Cuiabá, nesta quarta-feira (31), estava morando com o namorado, Maycon Júnior da Silva Dantas, de 30 anos, na casa dos pais dele, no Bairro Três Barras, havia um mês, segundo a Polícia Civil.





Maycon é o principal suspeito do crime e está sendo procurado pela polícia. Ele fugiu depois do assassinato da vítima.





O corpo de Vanessa foi encontrado na manhã desta quarta-feira pela mãe de Maycon. O suspeito já responde a três ações penais por violência doméstica, cometida em relacionamentos anteriores.





Ele tinha sido solto havia pouco mais de um mês, com tornozeleira eletrônica e medidas restritivas, depois de passar quase três meses na prisão.





De acordo com a Polícia Civil, o primeiro caso de lesão corporal foi registrado em 2009. O inquérito foi feito pela Delegacia da Mulher de Cuiabá. Depois, ele foi condenado nesse processo e, posteriormente, solto com o uso de tornozeleira.





No ano passado, a violência doméstica foi cometida contra a então namorada. Ele foi preso no dia 5 de outubro de 2017. A investigação correu na Delegacia da Mulher de Cuiabá.





Vanessa estava com cortes no rosto, mas a morte, segundo a polícia, foi por asfixia.





Ela estava na cama do quarto do casal, com a blusa levantada, seios à mostra e de calcinha.






O crime está sendo investigado pela delegada Alana Cardoso, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).





Os comentários estão desativados para esta matéria.