Cidades Comentários

Apuração aponta falha de PMs na segurança de quartel no dia em que houve explosão de caixa eletrônico

Janeiro 29 / 2018

Caixa eletrônico ficava instalado dentro do Comando-Geral da PM, em Cuiabá. A investigação descartou o envolvimento dos militares no ato criminoso.


investigação da Polícia Militar que investiga a explosão de um caixa eletrônico no Comando-Geral da instituição, em Cuiabá, apontou falha dos policiais que faziam a segurança do local no dia da explosão. O crime aconteceu em dezembro de 2016 e nenhuma quantia em dinheiro foi levada.





De acordo com a corregedora da PM, coronel Ridalva Reis de Souza, cinco policiais que faziam a guarda do quartel responderam a um procedimento administrativo interno.





Ao todo, cinco militares estavam no local no momento da explosão.





“O encarregado pelo inquérito não encontrou nenhum indício de envolvimento dos policiais no ato criminoso. Todos eles foram investigados por terem falhado na segurança do quartel”, afirmou Ridalva.





As investigações do IPM foram concluídas e apresentadas ao Ministério Público Militar que aguarda um parecer do Ministério Público Estadual (MPE).





Explosão




 





O caixa eletrônica que ficava dentro do quartel do Comando-Geral da Polícia Militar, na Avenida Historiador Rubens de Mendonça (CPA), foi explodido no dia 5 de dezembro de 2016.





Testemunhas relataram que ouviram o barulho da explosão, dentro do quartel. A explosão teria ocorrido por volta de 3h [horário de Mato Grosso].






Um dia após a explosão, o governo de Mato Grosso anunciou a troca do comandante da instituição.




Os comentários estão desativados para esta matéria.